Episódio 7: A volta triunfal dos grãos


Olá pessoal, estamos aqui mais uma vez, na última sexta-feira do mês para tratar do futuro. Mais não do futuro da nossa política, do nosso país ou do mercado financeiro. Tudo isso é muito importante, entretanto escolhemos falar aqui do futuro da nossa SAÚDE.


Sem ela ficamos limitados. Sem saúde temos que mudar nossas prioridades, nossos planos e nossas vontades ficam limitadas (não que seja impossível ser feliz sem saúde)!


Falar do futuro aqui nessa série significa falar do que achamos ser um futuro promissor. Sem modinhas, gourmetizações ou febres passageiras. Aqui falamos de coisas que vieram para ficar...Coisas que daqui há 10 anos ainda estarão ‘na moda’ e serão importantes para mantermos um corpo e uma cabeça saudável.


Coisas que estamos descobrindo este ano e este ano estão entrando na consciência das pessoas como coisas boas.


Esse mês especificamente vamos falar de grãos. Grãos integrais, grãos sem glúten, orgânicos e grãos milagrosos. Aqui você vai tirar suas dúvidas de uma vez por todas o que é bom e o que é ruim. O que é um alimento integral e o que significa incluir grãos na sua alimentação.


O título do post faz menção à volta dos grãos neste ano pelo fato que muitas pessoas crucificam ou consomem erroneamente estes alimentos.


As pessoas têm até uma certa razão em consumir errado ou ainda em crucificar grãos.


A indústria alimentícia no decorrer dos anos manipulou estes alimentos de tal maneira que hoje alguns alimentos com farinha de trigo, por exemplo, realmente podem ser danosos à saúde.

Daqui já tiramos a primeira conclusão:


1) A maioria das coisas que é demasiadamente alterada pela indústria alimentícia é ruim.


Muitos alimentos são quase que perfeitos em sua forma original. E retirar esta perfeição para aumentar a validade ou baratear algum processo é quase que um crime. E para surpreender, o trigo, condenado por muitos hoje em dia, é uma destas perfeições.


Sendo assim a segunda conclusão que chegamos é:

2) dar preferência à grãos integrais


Mais afinal de contas.. o que é integral? O que torna um grão ou um alimento integral?


Basicamente esta resposta ainda está uma bagunça no Brasil (mais por pouco tempo). Um grão integral é aquele que permanece com sua casca ou sua película. Partes estas riquíssimas em fibras e nutrientes. Tudo isso é ótimo para o intestino (episódio 1). Em outras palavras o grão está inteiro (endosperma, gérmen e casca).


Sabendo disso ainda temos que ter cuidados…


Um pão integral de mercado geralmente vem com uma mistura de trigo integral com trigo refinado. Para um alimento processado é essa proporção que o torna integral ou não. E, todavia, enquanto essa proporção não é regulamentada no Brasil, vale a pena ficar atento aos rótulos para ver se o produto que você está consumido diz que é integral mais na sua composição apenas uma pequena parte dessa mistura leva farinha integral.


……


Outra forma beeem interessante de comer grãos é germiná-los. Temos um post bem interessante sobre o assunto explicando tudo. Acesse o post AQUI.



…….


Continuando vamos falar sobre alguns grãos poderosos que temos disponíveis no mercado e que se encaixam em qualquer estilo de vida. Grãos que ajudam a emagrecer, saciar. Que ajudam pessoas alérgicas e intolerantes ao glúten e pessoas com o intestino preso…

E enquanto estivermos falando dos grãos lembre-se que estaremos falando dos grãos integrais (já assumimos que são melhores, certo!??)


Quinua

Um grão sagrado para muitas culturas. Um grão tão perfeito que quase que no mundo inteiro a quinua é orgânica naturalmente. Sabia disso?! Ele não necessita de agrotóxicos ou fertilizantes químicos para o cultivo. Sentiu o poder??

Quinua naturalmente não é um grão (e sim uma semente). Entretanto é considerado ‘popularmente’ como tal. Altos índices de vitamina E, proteínas, cálcio e gordura ‘do bem’. A sensação de saciedade é alta ao consumir este ‘grão’ e ainda por cima ele é (para o delírio de muitos) gluten-free!!


Trigo

O grão de trigo é demais. Mais calma não me critique por defender o trigo. Tenho meus argumentos. Completíssimo e extremamente complexo em seus benefícios. Muitos difamam mais trigo é bom SIM. Gorduras boas, vitamina B e extremamente bom para o corpo.

Dizer que engordou ou está engordando por causa do trigo pode ser uma mentira. A mistura que vendem na maioria dos alimentos (pães de mercado) SIM são um perigo. Arriscaríamos a dizer: cuidado apenas com o trigo industrializado (claro os tolerantes ao glúten).


Aveia

A aveia é ótima para o coração. Coma todo dia e suas chances de um infarto caem ótimas posições. A aveia combinada com água é ótima para saciar. O farelo incha no estômago e você sente que está satisfeito...mágica? Não é a comida sendo comida!!


Ao contrário do que muitos pensam a aveia naturalmente NÃO TEM GLÚTEN. Entretanto muitas das aveias que compramos no mercado têm glúten pelo fato de serem plantadas no mesmo solo que o trigo, por exemplo, ou ainda durante o processo de processamento serem utilizadas em máquinas que processam alimentos com glúten.


…..


Para fechar aqui com uma terceira conclusão vamos ao último raciocínio!


......


Quando falamos em alimentos, nesse caso grãos, é interessante analisar tudo de uma perspectiva geral. Ser míope aqui na análise pode deixar detalhes interessantíssimos desapercebidos.


Os alimentos que citamos aqui podem sim ser benéficos à saúde. Comer trigo, milho ou quinua pode fazer muito bem. Entretanto até sair comendo estes alimentos com cautela pode ser danoso.


Tudo isso porque, além do ultraprocessamento que as grandes fábricas de alimentos aplicam nos alimentos, existe ainda uma quantidade enorme de transgênicos disponíveis em sua forma integral nas prateleiras dos locais que frequentamos.


Trigo integral, porém transgênico. Milho geneticamente modificado, OGM’s (Organismos geneticamente modificados) são os nomes mais conhecidos de alimentos modificados em laboratório.


Ao procurar na internet encontramos inúmeras matérias condenando e outras inúmeras defendendo estes alimentos. Ainda não se sabe ao certo até onde modificar um alimento pode ser saudável ao mundo e às pessoas. O fato é que: em um mundo capitalista ganha o dinheiro e a saúde da perde. Portanto, como ficamos do lado da saúde, por enquanto vamos contra os transgênicos. Pelo menos até haver uma legislação bem definida “controlando os limites” destes alimentos.


A terceira e última conclusão portanto é: prefira sempre que conseguir, ORGÂNICOS!

Tais alimentos aqui no Brasil são garantidos por lei de não serem modificados geneticamente.


Bem pessoal, esse foi nosso sétimo episódio da série de predições saudáveis para 2016. Como têm visto temos acertado e estamos confiantes para os próximos 5 episódios.


.....


Ficou com alguma dúvida??? Entre em contato para tirar dúvidas, contribuir ou ate enviar sugestões. Conte sua história. Adoramos histórias =)


Até mês que vem e #bonshábitos

Acompanhe aqui os posts anteriores…


Predições saudáveis - introdução

Episódio 1 - janeiro - o poder do intestino

Episódio 2 - fevereiro - DETOX digital

Episódio 3 - março - fast foods orgânicos

Episódio 4 - abril - a gourmetização da comida

Episódio 5 - maio - Faça você mesmo - 30 maneiras de cuidar do corpo, da mente e da alma

Episódio 6: Ser saudável primeiro, emagrecer depois

Em destaque
Post recentes
0

© 2014 por Minimercado QDC - Questão de Comida. Aviso legal da empresa.

Ponta Grossa - PR. Rua Alberto Torres, 76 - Vila Estrela - CEP 84040-190 - como chegar

Telefones: (42) 3323-7710 ou (42) 99954-5344